Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Exemplo de mapa conceitual



Segue minha apresentação em formato de mapa conceitual.

Atividade 4




Olá, pessoal!


Quero deixar registrada minha satisfação em participar do curso "Mapas conceituais e aprendizagem colaborativa". Foi muito bom aprender a utilizar mais uma ferramenta para uso pedagógico e pessoal, pois os mapas conceituais, além de poder ser utilizado em sala de aula, é também uma ferramenta para organização do conhecimento, um tema sobre o qual tenho refletido bastante ultimamente.


Gostei de ver também a participação dos colegas. Cada mapa que era postado no moodle em trazia novas ideias à mente. Isso é enriquecedor.

Ainda estou aprendendo a utilizar o CMap, Adicionar imagemmas fiquei bastante empolgado com as possibilidades apresentadas no programa. Abaixo, seguem os dois mapas que elaborei nas atividades do curso.

Abraços,

Marcos

















Elisabete Leite



Com o programa Cmap eu aprendi organizar meus trabalhos, pois trabalho na secretaria com mapas, arquivos, conceitos e muitas outras escritas. Este programa está me auxiliando muito. Estou me aperfeiçoando cada dia mais e espero melhorar na estética com o passar do tempo em que eu for utilizando o programa.



Atividade 4




Eu já conhecia os mapas conceituais e já trabalhava com eles em sala de aula, porém eles já estavam prontos e não havia esse processo de construção. Eu gostei muito do curso, pois quando construo os mapas posso levar em consideração o aprendizado do aluno e dar foco àquilo que ainda não foi compreendido por ele. Creio que com a prática chegaremos a perfeição.

Natália Corrêa

Mapas Conceituais

Interessante quando uma coisa nova te pega de repente nessas esquinas da vida.
Quando entrei no curso não imaginava tanta coisa diferente. O mais interessante é que este curso permitiu que eu revisse o que já havia visto.
Sabe quando você viaja de novo ao mesmo lugar e é surpreendido por várias novidades.
É, foi assim!
Por causa das atividades iluminei vários pontos escuros que permaneciam dentro das minhas aulas.
Porquês? Comos? Quandos? Surgiram.
Além disso, proporcionei aos jovens que participaram da disciplina uma forma inovadora de debruçarem-se nas Teorias.
É... Agora...
Agora chegou a hora de virar a esquina de novo. Quem sabe outras novidades da NAP não me surpreendem por aí. Afinal, "o mistério pode sempre acontecer".

Para realizar a atividade proposta no módulo quatro escolhi um grande poeta francês, Charles Baudelarie e seu poema desejo de pintar pensando em mostrar um pouco da trajetória deste artista das letras, cores e vida.

Com certeza deve haver alguns erros de interpretação. Peço desculpas aos especialista, me aventurei neste interpretação por conta da escola, já que os alunos do Ensino Médio receberam estes livros numa das escolas que trabalho. Espero que apreciem.

PROJETO CONSCIENCIA NEGRA

PROJETO CONSCIENCIA NEGRA